CPAT realiza a 6ª edição do Dia D na sexta-feira, dia 20

No Dia D, o atendimento será exclusivo aos PCDs

A Prefeitura Municipal de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, promove nesta sexta-feira, dia 20 de setembro, a 6ª edição do Dia D, que tem por objetivo a inclusão no mercado de trabalho das pessoas com deficiência (PcDs) e reabilitados do INSS, em um dia de atendimento exclusivo a esse público. A ação começa às 8h e termina às 16h, com distribuição de senhas até as 15h, na sede do CPAT - Centro Público de Apoio ao Trabalhador, na Avenida Campos Sales, 427, Centro, em Campinas.

Na tarde da próxima quinta-feira, 19 de setembro, o CPAT vai publicar as vagas que serão ofertadas no Dia D. A relação poderá ser consultada em seu aplicativo para smartphones, chamado CPAT Vagas, e no site https://cpat.campinas.sp.gov.br

Para participar das entrevistas com as empresas, o candidato deverá primeiro passar pelo Setor de Atendimento ao Trabalhador, a fim de realizar ou atualizar o cadastro e verificar as oportunidades que estejam de acordo com seu perfil profissional. Para tanto, são necessários os seguintes documentos:

  • RG
  • CPF
  • Carteira de Trabalho
  • Cartão do PIS/PASEP ou Cartão-Cidadão
  • Comprovante de endereço
  • Laudos e ou históricos médicos (se tiver).

O secretário de Trabalho e Renda de Campinas, Luis Yabiku, ressaltou a importância da inclusão das PcDs no mercado de trabalho. ”Ao contratarem uma pessoa com deficiência, as empresas oferecem a elas não apenas um emprego, mas uma nova perspectiva de vida”, afirmou.

Durante a realização do Dia D, toda a estrutura do CPAT será colocada à disposição para o atendimento e encaminhamento das pessoas com deficiência às empresas contratantes, que realizarão o processo seletivo no próprio local. “Vale ressaltar que esse serviço de inclusão das PcDs no mercado de trabalho é feito pelo CPAT durante todo o ano”, explicou Yabiku.

Partindo para sua sexta edição, os números mostram uma evolução constante do CPAT no trabalho de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Na comparação entre a edição do ano passado e a de 2017, o CPAT quase dobrou os encaminhamentos de candidatos. Em 2017, foram 729 encaminhamentos contra os 1.551 registrados em 2018.

O número de empresas participantes também aumentou bastante, saltando de 28 em 2017 para 94 empresas em 2018, um aumento de 235%, o que levou a organização a realizar o evento em duas etapas. Já o número de vagas ofertadas se manteve praticamente estável: 402 em 2017, contra as 419 cadastradas em 2018, um aumento de 4,2%.

Sobre o CPAT

Inaugurado em 16 de junho de 2008, o CPAT tem como objetivo intermediar ações de procura e oferta de mão de obra, seguro-desemprego, qualificação social e profissional, além de levantar informações sobre mercado de trabalho, garantindo um espaço destinado ao atendimento do trabalhador. Essas ações são desenvolvidas através do Convênio Plurianual firmado com o antigo Ministério do Trabalho.

Categoria: 
Emprego