Trabalho e Renda inaugura Feira da Economia Solidária no bairro Vida Nova

arnaldo salvetti trabalho renda economia solidaria

Mais 20 famílias de Campinas, em situação de fragilidade econômica e social, passarão a ser beneficiadas pelo programa de Economia Solidária da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda.
 
Será inaugurada neste sábado, 14, às 8h, a feira do bairro Vida Nova, com 20 empreendedores que passam a gerir seu próprio negócio.
 
A feira acontecerá duas vezes por semana, aos sábados e domingos, das 8h às 17h, e ficará localizada na Avenida Comendador Emílio Pieri, em frente ao Parque Dom Bosco.
 
Ao todo, são 35 inscritos para participar dessa feira, mas 15 ainda terão que passar por oficinas de qualificação antes de ganhar o espaço na feira para vender seus produtos.
 
Das 20 barracas que iniciam a feira no sábado, 17 são do segmento de alimentação e três de artesanato.
 
Na alimentação, o destaque é para duas barracas que vão trabalhar com hortaliças orgânicas produzidas pela Horta Comunitária do Parque Itajaí.
 
Essa horta também integra um dos programas de Economia Solidária da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda.
 
As outras 15 barracas venderão diversos produtos como pasteis, bolos, doces, lanches diversos e salgados, entre outros.
 
Todos os produtos são feitos artesanalmente e é vedada a venda de industrializados no local.
 
“Estamos oferecendo as possibilidades que temos no momento para que as pessoas desempregadas consigam uma renda mínima para sustentar as suas famílias”, explica Arnaldo Salvetti Palácio Jr., secretário municipal de Trabalho e Renda.
 
A feira do bairro Vida Nova será a sexta do gênero em Campinas.
 
Outras cinco estão instaladas na Praça Bento Quirino e Largo do Pará (Centro), Avenida Suaçuna e Parque Linear Capivari (região do Ouro Verde) e Praça da Concórdia (Campo Grande).
 
Ao todo, cerca de 120 famílias são beneficiadas pelo programa.
 
No dia 5 de dezembro uma nova feira também será inaugura, desta vez, na Vila Costa e Silva, região Norte da cidade.