Atendimento no CPAT é considerado ótimo por 81,3% dos usuários

A qualidade do atendimento oferecido pelo CPAT (Centro Público de Apoio ao Trabalhador), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Renda de Campinas, foi considerada ótima por 81,3% de seus usuários. A pesquisa, efetuada nas três unidades do CPAT – Centro, Ouro Verde e Campo Grande – ouviu 14.493 pessoas durante todo o ano de 2017. O serviço foi qualificado como ótimo por 11.784 mil entrevistados e bom por 2.679 mil (18,5% do total). Foram ouvidas 10.170 mil pessoas no CPAT Centro, 2.220 mil no Ouro Verde e 2.103 mil no Campo Grande.

A avaliação também é positiva em outros itens pesquisados. O tempo de espera foi considerado curto por 53,7% dos atendidos e médio por 41,9%. Um total de 97,2% dos pesquisados afirmaram ter entendido as orientações e informações recebidas e 51,2% avaliaram as condições da sala de espera como ótimas e 47,1% como boas. A triagem feita pelos funcionários do CPAT foi vista como ótima por 58,7% dos usuários e boa por 40,3%.

O secretário municipal de Trabalho e Renda, Luis Yabiku, acredita que esses números revelam que a cada ano o atendimento prestado pelo CPAT evolui. “Estamos no caminho certo”, destacou. Para Yabiku, além do preparo e do empenho dos funcionários, um aspecto que valoriza a atuação do CPAT é o tratamento humanizado que é dado aos usuários do serviço. “As pessoas nos procuram em um momento difícil, por isso essa atenção que é oferecida a elas por nossos servidores é fundamental”, afirmou.  

Em relação à pesquisa feita em 2016, houve um acréscimo de 3,6% na avaliação da atuação do CPAT como ótima. Em 2016, 78,5% qualificaram o serviço como ótimo, índice que aumentou para 81,3% no ano passado.

Entre as sugestões apresentadas pelos usuários do CPAT, as que lideraram foram a de abrir o posto do CPAT mais cedo, de contratar mais atendentes e de introduzir melhorias no wifi. Já a imensa maioria dos elogios feitos pelos frequentadores do CPAT Centro dizem respeito à qualidade do atendimento (93,3%).

De acordo com a coordenadora do Sine (Sistema Nacional de Emprego) municipal, Sílvia Garcia, a principal reivindicação das pessoas que procuram o CPAT já foi atendida. “A partir desse ano, alteramos o horário de funcionamento do CPAT Centro, que passou a funcionar das 7h30 às 17h30”, disse ela.

Empregadores

A pesquisa também ouviu 572 empresas que cadastraram suas vagas de emprego no Sine municipal durante o ano de 2017, e a avaliação dos serviços do CPAT também foi positiva junto a esse segmento.

Segundo o levantamento, 84,8% dos empregadores consultados qualificam o atendimento oferecido pelo CPAT como ótimo e 15% como bom. 52,1% dos empresários atendidos pelo CPAT consideram, ainda, que os trabalhadores encaminhados estão dentro do perfil solicitado e 29,7% que estão em parte dentro do perfil.