80% das vagas ofertadas pelo CPAT nesta terça-feira são para pessoas com deficiência

arnaldo salvetti trabalho renda dia trabalhador economia solidaria emprego

Depois do feriado prolongado o CPAT Campinas (Centro Público de Apoio ao Trabalhador) iniciou a semana com a oferta de 100 vagas de empregos. Desse total, 80% são destinadas para pessoas com deficiência com faixa salarial entre R$ 950,00 e R$ 1.350,00. Já os 20% restantes oferecem salários que variam de R$ 1 mil a R$ 3,2 mil.
 
Para o secretário municipal de Trabalho e Renda, Arnaldo Salvetti Palácio Jr., a boa oferta de vagas para pessoas com deficiência se deve à campanha realizada recentemente para esse público específico. “Muitas empresas da cidade foram contatadas pela secretaria e pelo Ministério do Trabalho e Emprego para participar dessa campanha e somente agora estão retornando positivamente”, explica.
 
Já a baixa oferta de vagas no âmbito geral é creditada ao período de recessão que o país atravessa. “No ano passado foram criados mais de 3,5 mil postos de trabalho enquanto que, neste ano, foram demitidos mais de 6 mil trabalhadores na cidade”, diz Salvetti, baseando-se em dados divulgados pela Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas) válidos para o período de janeiro a agosto.
 
Para ampliar o relacionamento com as empresas, Salvetti visitará hoje (13/Set) a indústria Sapore, do segmento de alimentação industrial. “Se a empresa não vem até a Secretaria, nós vamos até a empresa mostrar os nossos serviços”, explica. “Temos uma grande agência pública gratuita de empregos e vamos nos colocar à disposição para quando precisarem.”
 
Economia Solidária
Como alternativa para contrapor o desemprego e proporcionar a geração de renda a Secretaria Municipal de Trabalho e Renda reunirá cerca de 120 pessoas amanhã (14/out) para uma oficina de formação de novos empreendedores da Feira de Economia Solidária. A oficina será realizada no auditório do Ceprocamp na Estação Cultura, em dois períodos, das 9h às 11h e das 14h às 16h. Os participantes foram convocados por telefone.
 
Nos dias 20, 26 e 27 de outubro serão realizadas oficinas de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos para quem for trabalhar no segmento de alimentação. Atualmente existem cinco feiras da Economia Solidária em Campinas e o objetivo da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda é elevar esse número para 10 nos próximos meses. Os programas de Economia Solidária atendem a pessoas desempregadas e oferece suporte para a geração de renda com organização de feiras para a venda de produtos artesanais.
 
As feiras existentes atualmente estão localizadas na Praça Bento Quirino e Largo do Pará (Centro) Avenida Suaçuna e Lagoa do Mingone (Ouro Verde) e Praça da Concórdia (Campo Grande). Outra feira será iniciada no bairro Vida Nova em breve. Para informações sobre como participar das feiras o interessado deve procurar o Departamento de Economia Solidária instalado no CPAT (Centro Público de Apoio ao Trabalhador), localizado na Avenida Campos Sales, 427, Centro.